Curtir Twittar Publicado em | Capelania

header-capelania-carceraria

A carceragem nunca foi lugar prazeroso ou almejado. Lugar de dores que preserva atrás de suas fortalezas os mais tórridos e destrutivos tipos de pensamentos e maquinações. Desejos de vingança, ressentimentos, desamparo, injustiças, enganos e traições, vergonha, fracasso e muitas outras concepções, são geradas nas prisões do mundo todo.

A CAPELANIA como condutora do consolo que vem do Alto aos que sofrem, deve compartilhar o Amor de Deus aos que jazem em prisões. A Bíblia nos revela isto nalgumas passagens e nos alerta para sermos compadecidos com os encarcerados: “Lembrem-se dos que estão na prisão, como se aprisionados com eles; dos que estão sendo maltratados, como se fossem vocês mesmos que o estivessem sofrendo no corpo” (Hebreus 13:3).

A “tribo” dos encarcerados agrega pessoas de todos os níveis religiosos, étnicos, profissionais, sociais, no entanto, todos carecem cuidados espirituais e emocionais. De modo geral as prisões brasileiras não tem obtido êxito em regenerar seus internos, mas a igreja quando alcança esse público pode realizar profundas transformações em nome de Deus.

No tempo ocioso dos prisioneiros uma de suas maiores leituras tem sido a Bíblia, portanto, oferecer-lhes um exemplar é fundamental. Eles precisam de vida espiritual, confessional, recuperar a autoestima e sobre tudo terem um encontro real com Cristo, o Libertador.

As condições de carceragem, as desigualdades com outros detentos, a cessação da vida cotidiana, e o distanciamento da família e da sociedade contribuem para o desalento daqueles que estão pagando por seus erros.

Levar consolo, amizade e principalmente lembra-los que DEUS os ama incondicionalmente, são razões humanas e cristãs para o exercício da Capelania Carcerária.

A Capelania Carcerária leva ao encarcerado a Esperança que só há em Cristo Jesus, motivando-o a ter disposição de servir a DEUS ajudando outros que passam por problemas emocionais semelhantes e assim, separá-lo em santificação apesar do local onde se encontram.

Os problemas encontrados na sociedade não deveriam ser problemas para a igreja, pois, ela é o Porto Seguro para os que nela se refugiam. E sob sua proteção tem condições de capitanear ministérios dados a ela através do Espírito Santo para alcançar o encarcerado e fazer o seu papel regenerador em nome de Jesus.

“Estava sem roupa, e me vestiram; estava doente, e cuidaram de mim. Estava na CADEIA, e foram me visitar…” (Mt 25:36).

www.capelaniabrasileira.com.br/contato/