Curtir Twittar Publicado em | Diário de Bordo

ConvrsaGentGrand-Capelania Brasileira

Atendendo ao gracioso convite do  Pastor André, Igreja Rio de Vida, e do irmão Valber Barreto de Queiroz do Núcleo Esperança, que assiste às crianças acometidas por oncopatologias. Ao lado desses verdadeiros guerreiros do SENHOR em favor da Família (http://www.nucleoesperanca.org.br/historia.htm), realizamos mais um abençoador evento.

Que muitas famílias estão em desordem nos lares brasileiros em decorrência da desenfreada pós-modernidade, isto não é segredo para nós. Todavia, o que fazer para não andar segundo o curso deste mundo? Foi um pouco do que foi ministrado hoje numa das Palestras Conversa de Gente Grande, ocorrida  na Igreja Rio de Vida em Anápolis-GO, em 14/07/2013.

Lemos o texto descrito em II Timóteo 3:1-5. Ali o apóstolo Paulo exorta a Timóteo, seu filho na fé que, sobre as características das  pessoas as quais ele devia se afastar. O elenco exposto por Paulo também sugere que as más conversações corrompem os bons costumes (carta escrita ao povo de Corinto). Sendo assim, facilita a nossa percepção para evitarmos e tentarmos combater os desajustes familiares, a degradação dos princípios morais e as diversas disfunções que acometem a juventude, especialmente os da nossa família.

No entanto, fazermos constatações não é o suficiente para alcançarmos êxito na formação do caráter dos filhos, é preciso agir! Como filhos de DEUS, Corpo de Cristo e agentes de transformação, precisamos convidar Jesus Cristo para nos guiar em todo tempo em Sua Palavra regeneradora, sermos fieis ao Rei, honrá-Lo e sobre tudo, termos um coração disposto com amor ao próximo sempre diligente.

Certamente, nossa influência e modelo para os filhos serão, acima de tudo, a melhor escola que eles poderiam frequentar. Sirvamos, pois, pelo exemplo, o exemplo do Mestre Jesus!

“Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos” –  (2 Timóteo 3:1).